PLR vai ... mas não vem. O mar só está bom para peixe ficha-suja de Temer!

Parecem não bastar recessão, violência urbana, perda de direitos na vida dos trabalhadores. O desgoverno golpista de Temer resolveu agora mexer com a Dataprev.

COMUNICADO 001/2017 ANED – Gestão 2017/2019

Governo Temer quer trabalhador precarizado até a hora da morte!

Ofício 007/2016 e resposta da Dataprev

A ANED solicita esclarecimentos à DATAPREV sobre Progressão Funcional 2015 após inúmeras reclamações dos trabalhadores.

 

Ofício 008/2016 e resposta da Dataprev

A ANED solicita o cumprimento do acordo estabelecido na audiência de conciliação realizada entre Dataprev e representações dos trabalhadores.

 

Processo ANED contra GEAP - Andamento

Cópia do e-mail que recebemos da nossa assessoria jurídica dando conhecimento do andamento do processo da Aned contra a Geap.

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DA CAMPANHA SALARIAL 2016/2017

Trabalhadores Dataprev podem enviar sugestões para a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2016/2017

É de suma importância a participação de todos os empregados na elaboração da Pauta de Reivindicações da Campanha Salarial 2016/2017.

Foi dada a partida da negociação. Vamos participar. Não vamos deixar que outros reivindiquem por Nós!

O Sindpd-RJ está dando início à construção da pauta de reivindicações da campanha salarial 2016/2017 dos trabalhadores e trabalhadoras da Dataprev.

Serão consideradas as propostas enviadas por trabalhadores através de formulário padrão e que comparecerem à assembleia de aprovação da pauta e defenderem sua reivindicação. O prazo final para recebimento das sugestões é o dia 17/02/2016, às 18h.

Os trabalhadores que desejarem encaminhar sugestões de reivindicações devem clicar aqui e preencher o formulário próprio.

No dia 18/02/2016 será realizada, no auditório do Sindpd-RJ, assembleia para aprovação da pauta regional de reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras da Dataprev no Rio de Janeiro, às18h com primeira convocação e 18:30h com segunda e última chamada.

A união de todos em torno da Campanha Salarial é fundamental para conquistarmos nossas reivindicações!

Clique aqui e confira a pré-pauta.

Crise na Dataprev? Só mesmo para o andar de baixo! (jan/2016)

O ano de 2016 mal começou e a Dataprev já disse a que veio. Por meio da sua Diretoria de Pessoas que parece saber lidar muito melhor com máquinas, a empresa anunciou, em comunicado no último dia 15, a criação de uma “nova sistemática” para “estimular a melhoria da performance gerencial e premiar o alcance de resultados excepcionais”. O que esse engodo em forma de texto quis dizer (ou esconder?) foi o seguinte: enquanto os trabalhadores da Dataprev, sem cargos comissionados, têm seu índice de reposição de salários e tíquetes de 2015 fracionado e devidamente corrompido pela inflação galopante que assola este país?, o corpo gerencial receberá o mesmo aumento, porém em forma de gratificação. Será esta a recompensa para os gerentes furarem greves e se sentirem, cada vez menos, funcionários comuns?

A fórmula mágica de escamotear que os gerentes vão ganhar, sem qualquer luta, o mesmo índice dos trabalhadores que se mobilizaram contém ainda uma perversidade característica dos modelos ultraliberais de gestão: a meritocracia levada a extremos, operando para desumanizar e precarizar as relações de trabalho. Os gerentes agora terão de competir entre si – ou seja, entre suas equipes de trabalho – para garantir os tais “resultados excepcionais” e assim abocanharem uma maior fatia no bolo das gratificações. Fantástico, não? De dar inveja no tucanato doido para voltar ao poder...

Impressionante também é notar como a retórica de crise só se produz quando para ferir os anseios do andar de baixo. Se a Dataprev está em crise, por que sua diretoria não reduz os gastos com comissões e cargos de confiança? Por que não usa parte dos valores que poderia economizar cortando esses gastos para estimular a produtividade não de uma parcela de seu corpo funcional, mas de todos? Por que não envolver os trabalhadores na busca de soluções efetivas para a tão falada crise, se é que ela de fato existe para a empresa, que não parou de ostentar crescimento?

O que vemos no horizonte, no entanto, é um distanciamento cada vez maior entre a realidade econômica de subordinados e a de seus gerentes. E com um nível de cooptação levado quase à insânia burocrática. Quem fizer mais o jogo – sabe-se lá utilizando-se de quais expedientes – será premiado. Quem não fizer... O recado dado pela intitulada Diretoria de Pessoas, de seu camarote da crise, é o seguinte: “Vocês, gerentes, que se matem aí para manter os trabalhadores-máquinas calados e produtivos!”

Resta saber se vai funcionar. E por quanto tempo o dito camarote ainda continuará de pé.

 


Endereço: Rua Prof. Álvaro Rodrigues, 460, sala 303C, Botafogo, Rio de Janeiro

CEP: 22280-040

CNPJ: 29.255.585/0001-72

Telefone: (21) 3616-7034, (21) 3616-7634, (21) 3616-7017 e (21) 3616-7749

E-mail: aned.dataprev@gmail.com

© ANED, 2020. Todos os direitos reservados.
Gerenciado por
Logomarca da LEGRA.